Início Notícias Jurídicas ELEITO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO DESEMBARGADOR LUIZ ZVEITER

ELEITO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO DESEMBARGADOR LUIZ ZVEITER

0
Publicidade

ELEITO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO DESEMBARGADOR LUIZ ZVEITER

Nesta segunda 05/12/2016 foi eleito o novo Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o Desembargador Luiz Zveiter com 113 votos contra 43 de sua adversária a Desembargadora Maria Inês Gaspar.

Luiz Zveiter foi presidirá o Tribunal no biênio 2017/2018, assumindo o lugar do Desembargador Luiz Fernando Carvalho que presidiu a casa no biênio 2015/2016.

Essa é a segunda vez que o novo presidente assumirá o Tribunal de Justiça do Rio, já tendo comandado a casa no biênio 2007/2008. Também foram escolhidos o Corregedor Geral de Justiça, Desembargador Cláudio de Mello Tavares, com 97 votos, a 1ª vice-presidentes desembargadora Elizabete Filizzola Assunção, com 156 votos, o 2º vice-presidente Desembargador Celso Ferreira Filho, com 163 votos, e a 3ª vice-presidendte Desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, com 156 votos, além do diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) o desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, com 100 votos.

Após sua eleição o Desembargador Luiz Zveiter disse: “Eu quero valorizar o magistrado. Procurarei melhorar a gestão do Tribunal de Justiça. Gostaria também de agradecer à minha adversária. Muito obrigado” 

O nome do novo Presidente do Tribunal de Justiça do Rio ficou em destaque na mídia recentemente por conta de uma processo em que era parte e que teve uma tramitação rapidíssima, tonando-se, talvez, o único exemplo de respeito ao princípio constitucional de razoável duração do processo.

No caso o processo tem o dia 06 de setembro de 2016 como data da distribuição; Audiência realizada em 17 de outubro de 2016;  Sentença em 31 de outubro de 2016 que condenou a Ré no montante de R$ 21.886,00 pelos danos morais e materiais. Ressaltando que o valor já foi depositado.

Está aí o exemplo de que nossa justiça pode ser rápida, pelo menos em alguns casos.

Publicidade
COMPARTILHAR

ENVIAR COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.